segunda-feira, 27 de julho de 2009

Jours..

Bonne nuit!

Há muito não posto sobre meus dias.
Senti necessidade de fazê-lo hoje.

Acabei de ler "Lua nova" de Stephenie Meyer e apesar dos meus 25 anos, me senti uma adolescente novamente.

Não que ainda não tenha mais esse espírito. Mas o livro é tão romântico! tão dramático! Que resolvi deixar a vibe tomar conta.
* Assisti a três filmes péssimos: "Amor sob medida", "Número nove" e o outro é tão ruim que esqueci o nome.
*Fiz careta para os amigos.
*Me diverti com o cabelo que cresceu e fiz maria chiquinhas. (É a vibe adolescente!)
*Ganhei livros e livros de cruzadinhas em inglês e francês! (Meu novo vício)
*Atualmente estou lendo "Os contos de Beedle o Bardo" com comentários de Alvo Dumbledore.
*Ansiosa por Eclipse. (Só estará na mão mês que vem)
*Inúmeras crises de risos.
*Fui ao cinema e passei três horas na cadeira com uma garota que nunca parava de falar. (eu a adorei obviamente).
Dentre outros inúmeros acontecimentos.. alguns ruins.. mas que fazem parte da vida.

A cada dia, cada minuto, a leitura me consome mais.
E eu amo isso! Amo o cheiro das páginas! Adoro me deitar de pernas cruzadas no ar e mergulhar em alguma história (verdadeira ou não). Isso me dá inspiração, me deixa fértil no sentido de escrever, imaginar.
As pessoas as vezes criticam (sem construção) alguma leitura na qual estamos lendo, mas basta o fato de estarmos interessados na leitura. Basta a sede e o aprendizado que tiramos disso. A história pode sim ser fantasia demais, ou séria demais. Mas alguma coisa sempre tiramos, nos lembramos ao escrever cartas, no trabalho e sempre fica na memória ajudando bastante no intelecto.











5 comentários:

Milene disse...

Vc e leitura para mim é algo tão intrínseco, que chega a ser redundante.
Conheci vc pela Leitura, leio mais por sua causa, procuro o ler através da sua bagagem de conhecimento timidamente revelada neste cantinho virtual.

E mesmo que a distância venha assombrar, é vc quem irei procurar qdo um livro me raptar, pensar, pela alucinógena fumacinha do café...
E qdo não tiver nada disso, irei procurar/pensar ainda sim.. pq gosto de ti pra burro, e pq vc é assumidamente insubstituivel.

=o*

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

... ...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazon
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesia ...


AFECTUOSAMENTE
MA MISSION




jose
ramon...

Carlos La Terza disse...

Sim. Um lugar agradável...ir ao cinema, ja nem me lembro...
Há plausos

Milene disse...

Volta! Volta! Volta!

Fred Matos disse...

Querida Amelie Sumida,

Não obstante a minha implicância com o uso comercial do "espírito natalino", não tenho como escapar da influência que a data exerce sobre o meu emocional que ainda teima em crer que a humanidade não é caso perdido e que podemos construir um mundo mais justo, sem violências e sem preconceitos. Em suma: sou um ingênuo assumido.
Sendo assim, é inevitável que venha para deixar os meus votos sinceros de que você tenha um feliz natal e que o ano novo não seja apenas uma nova página no calendário, mais um marco de mudança que inaugure uma nova era de paz e felicidades para todos e que possamos realizar todos os nossos melhores sonhos e projetos.
Felicidades.
Beijos

Vê se reaparece.